Enem

Enem 2021: 31 funcionários do Inep pedem demissão a 2 semanas da prova

A dispensa em massa ocorreu poucos dias depois de os dois coordenadores-gerais também serem demitidos pelo órgão.

08/11/2021- 17:17:20
🚀 Postado por: Felipe Antunes

Nas vésperas da realização da primeira prova do ENEM 2021, 31 funcionários do Inep, pediram exoneração nesta segunda-feira.

O ENEM realizará suas provas nos dias  21 e 28 de novembro, ou seja daqui a duas semanas.

As demissões começaram com 13 nomes abandonando suas funções, porém foram seguidos por mais 18.

O grupo alegou a sua saída  pelo assédio moral, e pela "fragilidade técnica e administrativa da atual gestão máxima" do orgão.

O inep ainda não se manifestou sobre o ocorrido.

A Frente Parlamentar Mista da Educação, representada pelo professor Israel Batista (PV-DF), informou que vai protocolar na Comissão de Educação requerimentos para convocar o presidente do Inep, Danilo Dupas, e o ministro da Educação, Milton Ribeiro, para prestarem esclarecimentos sobre a situação. Os requerimentos precisam ser votados.

A demissão em massa do Inep ocorreu poucos dias após a demissão de dois coordenadores relacionados à realização do Enem. 

Na sexta-feira (6), Eduardo Carvalho e Hélio Junio ??Rocha Morais, que eram coordenadores-chefe dos exames de certificação e se candidataram ao cargo de coordenador-chefe de logística, renunciaram. 

Em setembro, Daniel Miranda Pontes Rogério, diretor técnico responsável pela versão digital do exame na época, pediu a renúncia. Segundo o Inep, a decisão foi de Rogério, que alegou "por motivos pessoais".

Lista de exonerados

Marcela Guimarães Côrtes, coordenadora-geral;
Natalia Fernandes Camargo, coordenadora-geral substituta;
Nathalia Bueno Póvoa, coordenadora-geral-substituta;
Vanderlei dos Reis Silva, coordenador;
 Gizane Pereira da Silva, coordenadora-substituta;
Hélida Maria Alves Campos Feitosa, servidora pública federal;
Samuel Silva Souza, servidor público federal;
Camilla Leite Carnevale Freire, servidora pública federal;
Douglas Estevão Morais de Souza, coordenador-substituto;
Patricia da Silva Onório Pereira, coordenadora;
Denys Cristiano de Oliveira Machado, coordenador;
Alani Coelho de Souza Miguel, coordenadora-substituta;
Leonardo Ferreira da Silva, coordenador-substituto;
Francisco Edilson de Carvalho Silva, coordenador-geral;
Silvana Maria Lacerda Gonçalves, servidora pública federal;
Andréia Santos Gonçalves, coordenadora-geral;
Victor Rezende Teles, substituto;
Helciclever Barros da Silva Sales, coordenador;
Helio Pereira Feitosa, coordenador;
Saulo Teixeira dos Santos, servidor público federal;
Edivan Moreira Aredes, coordenador-substituto;
Rita Laís Carvalho Sena Santos, coordenadora;
Danusa Fernandes Rufino Gomes, coordenadora-substituta;
Claudia Maria Ribeiro Gonçalves Barbosa Marques, servidora pública federal;
Rosária Duarte Melo, servidor público federal;
Elysio Soares Santos Junior, coordenador-geral-substituto;
Karla Christina Ferreira Costa, servidor público federal;
Adelino Nunes de Lima, coordenador-geral-substituto;
Clediston Rodrigues Freire, servidor público federal;
Clara Machado da Silva, servidora pública federal;
André Augusto Fernandes Pedro, coordenador-substituto.

Críticas a organização do Enem

Na reunião da semana passada, os servidores do Inep afirmaram temer pela aplicação do exame classificada como “falta de comando técnico”.

Em evento realizado em frente ao prédio do Instituto Brasília, um grupo de funcionários afirmou que o atual governo tem contribuído para um “clima de insegurança e medo”.

 

NOTÍCIAS