Lista de Livros
Felipe AntunesPor: Felipe Antunes
25/04/2022- 17:53:09
-
Tam. da fonte
+
Com contraste
Sem contraste

Relação de obras literárias e referências bibliográficas para as disciplinas de Filosofia, Sociologia e Música.

LITERATURA BRASILEIRA

As questões de Literatura Brasileira versarão sobre as obras a seguir, selecionadas com o propósito de distinguir manifestações
significativas no desenvolvimento de nosso processo literário.
Os textos serão abordados em função de seu momento cultural, sua situação na história da literatura brasileira e sua realização
enquanto obra de arte literária. Recomenda-se a leitura das obras integrais.

O conhecimento dessas obras supõe capacidade de análise e interpretação de textos, bem como o reconhecimento de aspectos
próprios aos diferentes gêneros e modalidades que nelas se manifestam. Entende-se que é necessário conhecer também o
contexto histórico, social, cultural e estético que cerca a composição de cada obra.

A candidata e o candidato poderão servir-se de qualquer versão integral das obras, independentemente da editora.

O Uraguai, Basílio da Gama
Últimos Cantos, Gonçalves Dias
Casa de Pensão, Aluísio de Azevedo
Clara dos Anjos, Lima Barreto
Sagarana, Guimarães Rosa
Morte e Vida Severina, João Cabral de Melo Neto
Nove Noites, Bernardo Carvalho
Relato de um certo oriente, Miltom Hatoum

FILOSOFIA

As indicações bibliográficas para a prova de Filosofia aqui listadas não devem ser encaradas como o resultado da identificação de um minimum de leituras que estudantes do Ensino Médio devem realizar durante as aulas de Filosofia. Visto que o objetivo não é
averiguar conhecimentos cumulativos e textuais da história da filosofia, mas a capacidade de compreender e discutir textos
filosóficos no contexto das questões e dos debates clássicos da filosofia, muitos outros tipos de formação e de preparação prévia
são compatíveis com os objetivos da prova, mesmo aqueles que não contemplem o estudo das obras abaixo indicadas.
Nesse sentido, cabe ressaltar que essa orientação básica adotada para a prova é plenamente compatível tanto com as linhas
praticadas no ensino privado quanto com as diretrizes que a Secretaria de Estado da Educação está desenvolvendo para o Ensino
Médio, tendo em vista que o objetivo não é o conhecimento de um ou outro filósofo, mas o desenvolvimento de ferramental básico
para leitura e compreensão de quaisquer textos filosóficos.
Sendo assim, as questões da prova serão circunstanciadas em determinados textos filosóficos e, para uma boa preparação que
contemple uma maior familiaridade com os objetos de análise nas questões e com a terminologia consagrada pelos textos
empregados na sua formulação, recomenda-se a leitura prévia desses textos. Os textos indicados são os seguintes:

Para 1ª fase:

ARENDT, Hannah, A Condição Humana, capítulo 2 [4, 5 e 6]. Trad. Celso Lafer, Rio de Janeiro: Forense Universitária,
1997, pp. 31-58.
2. HERÁCLITO DE ÉFESO (A - Doxografia; B - Fragmentos; C - Crítica Moderna: 1. Georg W. F. Hegel e 2. Friedrich
Nietzsche). Trad. de Wilson Regis, José Cavalcanti de Souza, Ernildo Stein e Rubens R. Torres Filho. Coleção Os
Pensadores. Vol. I. São Paulo: Victor Civita, 1973, pp. 81-116.
3. LOCKE. Ensaio acerca do entendimento humano - Introdução, Livro I [cap. 1, 2 e 3]; Livro 2 [cap. 1, 2, 12 e 23]. Trad.
Anoar Aiex. Coleção Os Pensadores, vol. XVIII. São Paulo: Victor Civita, 1973, pp. 145-171, pp.189-191, pp. 212-214.
4. MAQUIAVEL. Discursos sobre a Primeira década de Tito Livio. Seleção de textos, tradução e notas Carlo Gabriel Kzsam
Pancera. In: MARÇAL, J. (org.) Antologia de textos filosóficos, SEED, 2009, pp. 426-450.
5. PLATÃO. Excerto do Diálogo Hípias Maior e excerto de A República (livro X). Seleção de textos e notas Roberto
Figurelli. Tradução Carlos Alberto Nunes. In: MARÇAL, J. (org.) Antologia de textos filosóficos, SEED, 2009, pp. 548-
563.

SOCIOLOGIA

As obras relacionadas abaixo serão utilizadas para as questões tanto da primeira fase (prova objetiva) quanto da segunda (prova
discursiva):

GIDDENS, Anthony. Sociologia. Porto Alegre: Artmed, 2005, pp. 59-80 e pp. 203-218.
2. LARAIA, Roque de Barros. Cultura: um conceito antropológico. Rio de Janeiro: Zahar, 2001, pp. 65-98.
3. LEBRUN, Gérard. O que é poder. São Paulo: Brasiliense, 2004.
4. O’DONNEL, Juia et al. Tempos Modernos, Tempos de Sociologia. Rio de Janeiro: Editora do Brasil, 2018.
5. SILVA, Afrânio et al (orgs.). Sociologia em movimento. São Paulo: Moderna, 2016.

MÚSICA – Prova de Habilidade Específica

Referências bibliográficas:

1. BENNETT, Roy. Forma e estrutura na música. Rio de Janeiro: Zahar, 1986. ISBN: 8571104263.
2. BENNETT, Roy. Uma breve história da música. Rio de Janeiro: Zahar, 1986. ISBN: 8571103658.
3. KIEFER, Bruno. História da Música Brasileira. Porto Alegre: Movimento, 1997. ISBN: 978-8571951693.
4. EDLUND, Lars. Modus Vetus. Nova Iorque: Chester Music, 1994. ISBN: 78-0846441571.
5. LEMOINE, Enrique e CARULLI, G. Solfeo de los solfeos. Volumen 1A. Editapsol.
6. MED, Bohumil. Teoria da Música. Brasília: Musimed, 1996. ISBN: 8570920393.
7. POZZOLI, Heitor. Guia teórico-prático para o ensino do ditado musical. Partes I e II. São Paulo: Ricordi do Brasil. ISBN:
8599477218.
8. SEVERIANO, Jairo. Uma história da música popular brasileira: das origens à modernidade. São Paulo: Editora 34, 2013.
ISBN: 978-8573-2639-61.
9. TINHORÃO, José Ramos. História social da música popular brasileira. São Paulo: Editora 34, 2010. ISBN: 978-85-7326-
094-6.
10. TINHORÃO, José Ramos. Pequena história da música popular. São Paulo: Arte Editora, 1991. ISBN: 85-7161-018-5.
11. WISNIK, José Miguel. O Som e o Sentido. São Paulo: Companhia das Letras. ISBN: 85-7164-042-4.