Dicas

Dicas para vestibular, ENEM e exames em geral

Confira dicas de assuntos que mais caem no ENEM e nos vestibulares

07/05/2021- 16:11:02
🚀 Postado por: Felipe Antunes

Confira dicas de assuntos que mais caem no ENEM e nos vestibulares

Existe algo em vários exames e provas conhecidas por aí que pode facilitar a vida de quem está se preparando, que é a questão da padronização.

Geralmente quando falamos de concursos públicos, ou mesmo exames como o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM), é comum que suas provas apresentem, basicamente, os mesmos assuntos. A única diferença, claro, são as questões em si, mas, os temas pedidos tem pequena variação.

Por conta disso, é importante se ater a esse detalhe quando a pessoa for estudar para algumas dessas provas, e não perder tempo. Os estudantes interessados podem acessar as provas do Enem que já foram aplicadas em anos anteriores.

Vantagens de estudar assuntos corriqueiros

Dentre os benefícios em saber basicamente quais são os temas mais solicitados nesses exames, está o ganho substancial de tempo. A partir do momento em que se sabe exatamente o que estudar, dá pra se organizar melhor e otimizar o tempo durante os dias.

Outra vantagem bem clara em saber os assuntos que provavelmente vão cair nessas provas é que o estudante também consegue se organizar com o seu material.

Ao invés de pegar vários arquivos, livros, cadernos e anotações, ele se foca em poucas coisas, e consegue estudar com mais segurança e paciência.

Também é importante saber previamente essa questão, pois isso dá mais confiança na hora dos estudos, com a pessoa indo a busca de material realmente relevante para complementar seu aprendizado.

Quais assuntos mais caem no ENEM?

O Exame Nacional do Ensino Médio é um dos mais populares do Brasil, acontecendo anualmente, e podendo ser uma ajuda e tanto para quem deseja entrar pra universidade, já que a nota do Enem auxilia nesse aspecto.

Por isso, saber quais assuntos mais caem nele pode ser de grande ajuda. Como ele está intimamente atrelado ao vestibular, geralmente esse tipo de exame também tem a mesma frequência de assuntos.

Que são os seguintes:

  • História: 2ª Guerra Mundial, 2º Reinado, Governos pós-Ditadura Militar, Era Vargas e República Velha.
  • Geografia: Questões ambientais, Climatologia, Urbanização, Globalização e Cartografia.
  • Filosofia: Aristóteles e escola helenística, Racionalismo moderno, Escola sofística, Sócrates e Platão, Filosofia contemporânea e Escola de Frankfurt.
  • Sociologia: Sociologia contemporânea, Cidadania, Cultura e educação, Capitalismo, Economia e sociedade.
  • Biologia: Sistema imunitário, Ecossistema, Fundamentos da ecologia, DNA e RNA e Genética.
  • Química: Ligações químicas, polaridade e forças, Compostos orgânicos, Eletroquímica, Leis ponderais e estequiometria.
  • Física: Acústica, Energia, trabalho e potência, Resistores, Calorimetria, Impulso, quantidade de movimento e análise dimensional.
  • Língua portuguesa e Literatura: Tendências contemporâneas, Estrutura e formação das palavras, Pontuação, Classe das palavras e Verbo.
  • Interpretação de texto: Textualidade, Tipos de texto, Análise da pessoa, do espaço e do tempo, Funções da Linguagem e Narratividade.
  • Matemática: Problemas de 1º e 2º graus, Grandezas proporcionais e médias algébricas, Porcentagem e matemática financeira, Funções e Noções básicas de estatística.

Claro que existem outros assuntos cobrados nos editais por aí, mas, caso o estudante consiga se focar apenas nesses temas, a probabilidade de passar nesses exames é alta.

O Edital e o Conteúdo Programático ainda são importantes

É fundamental notar, contudo, que, mesmo as estatísticas mostrando que esses assuntos são os mais solicitados nesses exames, também faz-se necessário ler o Edital e o Conteúdo Programático como um todo.

Preferencialmente, a melhor alternativa é conferir esses documentos com alguns meses de antecedência. Também é importante destacar que é obrigação do aluno conhecer tudo isso, especialmente o chamado Manual do Estudante.

Através dele é possível saber tudo o que é necessário, desde as orientações básicas para a realização das provas até o conteúdo programático com mais detalhes.

Ainda assim, é bom ter em mente alguns dos assuntos mais cobrados. Isso poupa tempo, e ajuda a tranquilizar mais o aluno.

 

 

NOTÍCIAS