Dicas

Volta às aulas: dicas para não gastar demais com materiais escolares

Como diminuir os custos nas compras de materiais escolares

08/02/2021- 11:27:30
🚀 Postado por: Felipe Antunes

O começo do ano é um momento de diversas despesas, como matrículas, materiais escolares, IPVA, IPTU e muito mais. Para que esses gastos não comprometam a independência financeira e o planejamento dos futuros meses é preciso planejar e organizar as finanças.

Mesmo ainda em um momento de restrições, a volta às aulas está chegando e é essencial pensar sobre a compra de materiais escolares para que essas não sejam um grande gasto em seu orçamento.

Pensando nisso, reunimos algumas dicas para te ajudar com essa organização. Confira!

Reutilize o que for possível

Muitos materiais são comprados no início do ano e pouco utilizados durante o ano letivo, certo? Portanto, antes de olhar a lista e ir às compras, veja o que você já possui em sua casa.

Verifique desde as coisas pequenas, como lápis, lapiseiras, canetas, borrachas até uniformes e mochilas. Essa dica vale também para livros. Vale a pena verificar com outros pais e até mesmo em sites ou sebos para buscar pelos livros didáticos que serão utilizados.

Tenha uma lista e pesquise antes de comprar

Para economizar em qualquer tipo de compra é preciso pesquisar. Com os materiais escolares não seria diferente, portanto, não basta apenas entrar em uma loja ou site e comprar tudo o que vê pela frente.

Organize uma lista, seja a enviada pela escola ou feita por você, elimine o que será reutilizado e já foi encontrado em casa e foque apenas nos itens necessários para esse ano.

Com esse foco, pesquise em diferentes lojas e faça uma cotação dos materiais. Isso pode parecer perda de tempo, mas dentro de uma mesma cidade é possível encontrar altíssimas variações de preços e não pesquisar pode custar caro no final!

Avalie a forma de pagamento

Pagar à vista é sempre uma boa opção pela vantagem de não prolongar gastos para outros meses, mas é sempre importante levar em consideração o seu orçamento e avaliar o mais vantajoso em cada estabelecimento.

Entenda se existe desconto na compra à vista ou se há diferenças de preços e taxas para compras em cartão.

Se reúna com outros pais

Certamente não é só você que está interessado em economizar e se reunir com outros pais pode ser uma ideia vantajosa. Se há uma boa relação entre os grupos de pais da escola ou até mesmo amigos com idade escolar, converse sobre essa possibilidade.

Ao comprarem juntos é possível buscar pelo preço de atacado e baratear produtos, principalmente aqueles menores que são utilizados por todos, como lápis, borracha, caneta, cola, tesoura, sulfite, entre outros.

Cogite comprar parte do material depois

É natural que no começo do ano alguns itens escolares sejam mais caros justamente pela procura do período. Pense se tudo precisa ser comprado agora e, se possível, deixe alguns itens para depois.

Se a escola pede, por exemplo, 5 pacotes de folha sulfite, eles certamente não serão utilizados todos de uma vez só, certo? Pode ser interessante comprar parte deles no futuro para encontrar em seu preço “normal”.

Converse com seus filhos

Levar ou não os filhos às compras deve ser uma escolha consciente e conversada. É importante que as crianças ou adolescentes entendam que nem tudo pode ser comprado.

É importante que os alunos possam opinar nas compras, afinal, eles utilizarão o material, mas os filhos não podem ter a palavra final ao escolher os produtos, faz sentido?

Explique que existe uma quantia já pensada para essa compra e ela precisa ser seguida à risca para que todos os materiais sejam comprados. Dessa forma, é possível que tenha que se renunciar algum item por outro semelhante, mas sem personagens, por exemplo.

Com diálogo e combinados antes de ir às compras, a escolha dos materiais torna-se um momento mais leve e que não causem estresses para a vida financeira.

Você já está planejando a compra de material escolar para seus filhos para o novo ano letivo? Aproveite nossas dicas, faça seu planejamento e lista e economize o que for possível para não ter problemas financeiros nos próximos meses. Boas compras!

 

NOTÍCIAS