Sociologia
Felipe AntunesPor: Felipe Antunes
31/03/2022- 17:11:11
-
Tam. da fonte
+
Com contraste
Sem contraste

Pode-se conceituar cultura como um conjunto de hábitos, comportamentos e tradições de um determinado grupo social. A cultura de massa está inserida nesta abstração.

Com isso, pode-se entender cultura de massa como o processo de produção de bens de consumo que alcancem uma grande parcela da população (em massa), com fins fundamentalmente lucrativos e comerciais (o que a torna parte integrante do sistema capitalista e de seus fenômenos decorrentes).
:a_setinhapreta: Portanto, refere-se ao processo de mercantilização da cultura por parte dos esforços de toda uma Indústria Cultural.

Podem ser considerados elementos da cultura de massa variadas formas de expressão, como a música, dança, séries, filmes, moda, esportes, etc. Além disso, seus maiores difusores são os chamados meios de comunicação em massa, como a televisão, os jornais, a internet, as revistas, que atuam, no processo de homogeneização da cultura.

HISTÓRIA

O desenvolvimento tecnológico que se deu a partir do século XIX causou grandes transformações nos modos de vida da população e nas formas com que produziam e consumiam bens culturais.

O surgimento e propagação dos meios de comunicação de massa e dos produtos industriais provocaram rupturas em relação às formas culturais anteriores, principalmente por conta do alastramento daquilo que era produzido neste novo contexto.

Contudo, somente após a II Guerra Mundial que o conceito “Cultura de Massa” ganhou proporção e vigor dentro do campo da ciência social. Na Escola de Frankfurt, os teóricos alemães Theodor Adorno e Max Horkheimer motivaram consideráveis reflexões sobre a instituição da produção cultural para as massas.

Segundo Adorno e Horkheimer, a Cultura de Massa (e a Indústria Cultural) é responsável pelo desenvolvimento no processo de manipulação e homogeneização da população, uma vez que seus desejos de consumo são pré-estabelecidos, análogos e escassos de profundidade política ou reflexão social. Esses produtos servem como empecilho para o questionamento de sistemas vigentes por parte da população. 

Em contrapartida, Walter Benjamin - teórico alemão- ligado à Escola de Frankfurt, acreditava que, apesar das problemáticas relacionadas a alienação e homogeneização, a cultura de massa democratizava o acesso mais amplo a classes menos privilegiadas aos bens culturais**

VEJA TAMBÉM

28/04/2022
Jogos comparativos
Jogos comparativosO precursor dos jogos cooperativos foi o educador americano Ted Lentz.