Geografia
Felipe AntunesPor: Felipe Antunes
15/03/2022- 12:55:26
-
Tam. da fonte
+
Com contraste
Sem contraste

Orientação e localização no espaço geográfico.

Desde o início de sua história o ser humano cria mecanismos de orientação no espaço geográfico para auxiliar na sua locomoção no espaço. Durante o paleolítico, os seres humanos eram predominantemente nômades e migravam periodicamente de um lugar para outro em busca de água e alimentos.

O ser humano necessitou de referências para se orientar no espaço geográfico: um rio, um morro, à direita, esquerda, em cima foram formas de encontrar pontos de referências, porém ele percebeu que é impossível utilizar esse pontos em espaços maiores tendo que encontrar uma forma de orientação que fosse possível de ser utilizada em alto-mar, nos polos, uma floresta, a solução encontrada durante a observação da natureza, o ser humano entendeu o padrão de movimentação dos astros e a partir de então começou a utilizar como forma de orientação.

A orientação pelo sol

 Observando Sol é possível se orientar sem possuir em mãos instrumentos de orientação como bússola, GPS, mapas entre outros. O ser humano que o Sol surge e desaparece aproximadamente nas mesmas direções todos os dias e com base nessa observação foi determinado um conjunto de pontos de orientação, a direção nasce o sol (leste). A partir daí é possível posicionar o braço direito em direção ao sol, a parte frontal da pessoa corresponde ao norte, automaticamente o Sul se encontra atrás e, consequentemente, o Oeste encontra-se na direção do braço esquerdo, na qual o sol se põe.

Pontos de orientação

Vamos ter pontos cardeais, colaterais e subcolaterais que são utilizados como forma de orientação na superfície terrestre, esses pontos compõem a rosa dos ventos.

Pontos cardeais (Norte, Sul, Lesta e Oeste).

Pontos colaterais (Nordeste, Noroeste, Sudeste e Sudoeste).

Pontos subcolaterais (Nor-nordeste, Es-nordeste, Es-sudeste, e Su-sudeste, Su-sudoeste, Nor-noroeste, Oés-sudoeste e Oés-noroeste).

Orientação por bússola

 bússola é um instrumento formado por uma agulha magnética, que fica apoiada sobre um eixo central e aponta sempre para o norte geográfico, a agulha é atraída pelo polo magnético da terra em sua base fica a rosa dos ventos, que nos auxilia na identificação dos pontos cardeais, colaterais e subcolaterais.

GPS (Sistema de posicionamento global).

Com o avanço da tecnologia vamos observar diversas transformações no mundo e um desses avanços vamos encontrar nos instrumentos de orientação, o GPS é um dos mais utilizados atualmente podemos encontrar ele em celulares e automóveis auxiliando os seres humanos em seu deslocamento. Só observar quando utilizamos ifood, Uber e Waze esses aplicativos vão utilizar o instrumento de navegação por satélite GPS.

Localização no espaço geográfico

Para conseguirmos localizar objetos com exatidão vamos utilizar um conjunto de linhas imaginárias traçadas sobre o globo terrestre. Linhas conhecidas como meridianos e paralelos, os mais famosos são o Meridiano de Greenwich que divide a terra nos hemisférios leste e oeste e a Linha do Equador que divide a terra em hemisférios norte e sul.

Quando observamos o desenho dos paralelos e meridianos no mapa percebemos que forma uma espécie de rede, essa rede que nos dá os pontos que queremos localizar com exatidão nos indicando a latitude e longitude do local.

Latitude:

A distância em graus de qualquer ponto na superfície em relação a Linha do Equador. Esta distância mede-se em graus, podendo variar entre 0º e 90º para Norte(N) ou para Sul(S).

longitude

A distância em graus de qualquer ponto na superfície terrestre em relação ao meridiano de Greenwich. Esta distância mede-se em graus, podendo variar entre 0º e 180º para Leste(E) ou para Oeste(W).

VEJA TAMB√ČM

28/04/2022
Jogos comparativos
Jogos comparativosO precursor dos jogos cooperativos foi o educador americano Ted Lentz.