Filosofia
Felipe AntunesPor: Felipe Antunes
30/03/2022- 15:59:29
-
Tam. da fonte
+
Com contraste
Sem contraste

Por Carlos Alberto Eugênio Júnior (jrcarlosae@gmail.com)

Existem algumas tentativas para explicar a utilidade e necessidade do estudo e compreensão da Filosofia. Mas afinal, o que é Filosofia? Para que ela serve?

Em nosso meio escolar a Filosofia difundida nasce na “Grécia Antiga”, que na época não se chamava “Grécia”, esse período é conhecido como a Era de Ouro da democracia em Atenas. A Filosofia surge no contexto de discussão a respeito da Polis e propondo uma nova maneira de educar os jovens. Portanto, a Filosofia ocidental surge na tentativa de se pensar e constituir conceitos que possibilitaram a
construção da ideia de vida em sociedade. A ideia de vida em sociedade pressupõe que determinados conhecimentos e conceitos sejam universais e possam valer da mesma forma para todos.

Nas obras de Platão, por exemplo, nota-se a preocupação em definir a essência de conceitos como o AMOR, JUSTIÇA, BELO, BEM, SABEDORIA e
CIÊNCIA. Nesse contexto o filósofo busca definir através de argumentação lógica e consistente o conceito envolvido no assunto debatido, ou seja, para falarmos sobre um certo assunto precisamos saber que assunto é esse. Em outras palavras, para se falar sobre Sócrates é necessário definir quem/o que é Sócrates.

Bom, mas isso ficou nos primórdios do pensamento racional ocidental. Atualmente a Filosofia se desdobrou em várias outras temáticas e se transformou ao longo do tempo em uma disciplina escolar. Se durante um período os filósofos eram conselheiros de Reis, Rainhas e Príncipes, atualmente ela (a Filosofia) enfrenta o abandono e o descaso encontrado em meio ao sistema educacional brasileiro que não se preocupa com o desenvolvimento intelectual dos estudantes. 

Porém ainda existem perspectivas a respeito da Filosofia enquanto busca do conhecimento e cuidado (amor) com a sabedoria.
Primeiramente, é necessário perceber que diversas áreas da Filosofia podem contribuir significativamente para o aprendizado de outras disciplinas e conteúdos. 

Por exemplo, o estudo da Lógica pode ser encarado como o estudo da mais importante ferramenta racional. A lógica permeia livros, filmes, mas sobretudo é o critério decisivo para a argumentação, a escrita, a ciência, dentre outros. Atualmente percebemos que a Lógica pode ser considerada o fundamento basilar de áreas como a Programação, Sistemas de Informação e Ciências da Computação. 

A Filosofia da ciência, por sua vez, se destaca por seu conteúdo contemporâneo e interdisciplinar, ou seja, pensar sobre a ciência nos faz pensar sobre os nossos dias e o nosso contexto existencial e ainda possibilita que o filósofo entre em contato com outras áreas do conhecimento como a física, a biologia, a química etc. Mesmo não sendo um físico ou biólogo, o filósofo possui as ferramentas básicas para elaborar argumentos, raciocínios e críticas acerca do trabalho científico.

Outros temas bastante caros para a Filosofia são a Ética e a Moral, esses temas instigam investigações profundas e possibilitam uma melhor compreensão em relação ao comportamento humano. O estudo filosófico da Ética ainda pode oferecer para o estudante noções básicas presentes nas Doutrinas do Direito, na compreensão da Política e da vida em sociedade. Por fim, é fácil afirmar que a Filosofia possibilitou toda essa diversidade de saberes e conhecimentos, mas não é só isso. O cuidado com o pensamento se mostra como uma das mais eficazes ferramentas em prol do desenvolvimento e do bem estar. Se o ser humano nasceu para pensar, a Filosofia torna a vida do ser humano melhor, pois otimiza o próprio pensamento.

A filosofia serve para pensar melhor, o sujeito que usa da filosofia eleva seu pensamento e encontra os fundamentos universais da comunicação e do desenvolvimento humano. A Filosofia torna as outras disciplinas e áreas do conhecimento ainda mais importantes, aprofunda o argumento, torna aqueles que filosofam capazes do convencimento, da retórica e da reflexão.

Por fim, a Filosofia não serve para nada, ela não é subserviente, ela não é servil, escrava ou algo do tipo. Ela liberta as amarras do pensamento e o eleva até mesmo ao nível divino, isso é caso de Schopenhauer ou ainda de Tomás de Aquino.

A Filosofia não serve, ela se serve da alma humana e sua busca pela eternidade!

VEJA TAMBÉM

28/04/2022
Jogos comparativos
Jogos comparativosO precursor dos jogos cooperativos foi o educador americano Ted Lentz.